Quebrando MITOS

Eu tenho certeza absoluta que você já ouviu coisas do tipo: não se usa brilho de manhãbaixinhas não podem usar saia midi! ou até mesmo “eu até gosto de moda, mas preciso emagrecer para me vestir melhor” correto? Nós aqui do Clube das Mulheres Bem Vestidas somos super contra esse tipo de coisa. Primeiro que se você quer, gosta de brilho, use de manhã de tarde e de noite!!! A vida é muito curta para a gente não brilhar, não é mesmo? Essas regrinhas parecem que facilitam a vida, mas na realidade complicam e limitam muito. Não existe regra!!! Existe um olhar treinado para conseguir juntar seus melhores looks e sair arrasando todos os dias.

 

Eu e a equipe Mulheres Bem Vestidas fizemos a seguinte pergunta para as alunas do Clube das Mulheres Bem Vestidas: “Quais os mitos que vocês ouviam antes de fazer o curso e que agora vocês se libertaram?”

A Gisele Prazeres comentou que já ouviu muito o mito baixinhas não usam saia midi!. Porém ela também afirmou que “Não me preocupava exatamente. Sou baixinha 1,58m e precisava me sentir segura através de informação de estilo e técnica para me sentir segura usando. Não me sentir achatada e sim alongada e elegante.” E por fim ela acrescentou: “Porque hoje uso saia midi feliz! Acho até mais versátil do que as longas que tinha muitas no meu guarda roupa.”

A aluna Elzita Carneiro comentou com a gente que já ouviu muito que em ambiente de trabalho ou formal não se usam cores!
Ela disse: “Ouvia dizer que roupas coloridas eram sinônimo de informalidade. Portanto, não combinavam com o ambiente formal de um escritório de advocacia. Ambiente onde trabalho há 17 anos. Com o curso aprendi que é possível sim usar cores e não deixar de ser formal, a formalidade pode vir da estrutura das peças (corte e tecido) e dos acessórios.” Nós já fizemos algum posts sobre como se vestir em ambientes mais formais e recentemente um post sobre o poder das cores, e nele a gente explicou que algumas cores remetem seriedade, outras criatividade e coisas do gênero. Assim sendo, vamos supor que você é arquiteta ou publicitária fechando um negócio com um novo cliente. Você quer parecer preto e branca ou quer logo que eles reparem o quão criativa e moderna você é? É ou não é algo a se pensar?

 

A aluna Luiza Vono comentou: “Eu achava que tinha que seguir um padrão, se tem uma reunião, usa terninho. Quer Ser mais feminina: vestido ou saia e cabelo longo. Festa de casamento: vestido longo, com brilho e paête. Mulher baixa não usa saia longa nem midi. Não usa franja que vai ficar com mais cara de criança ainda. E ainda que eu fugisse desses estereótipos, se alguém comentasse algo ou me olhasse estranho, isso me abalava. Lembro uma amiga questionando se eu achava adequado ir à palestra de calça rasgada e salto. Essa mesma amiga questionou um sapato mais brilhoso em outro evento. E no todo isso tinha contexto, mas ao ser questionada, e por não estar certa de que aquilo fazia sentido pra mim, pro meu estilo, pra msg que eu queria passar, eu me sentia insegura e inferior de alguma forma.  Hoje mudou porque entendi o meu estilo, entendi o todo, o porque, passei a me conhecer ainda mais e me visto com mais segurança, facilidade e empolgação. ”

 

A aluna Helena Malnati comentou que ouvia muito dizer que é necessário dividir o armário entre peças de trabalho e peças de passeio. Porém, depois do curso ela fez o seguinte comentário: “A gente aprende que trocando os acessórios, o cabelo, a make, a gente muda totalmente a cara da roupa! Eu achava um desperdício investir em acessórios, achava q era melhor comprar uma outra peça de roupa, já q muitas vezes os preços são bem próximos. Agora penso o contrário, poucas roupas e muuuuuitos acessórios!”

Ainda sobre conseguir mudar a cara das roupas de mais ou menos formais, a aluna Gisele Prazeres colocou muito bem que: “Uma coisa que mudou para monte foi o fato de tirar rótulos das roupas. Versatilizar as peças!”

Existe também muitas regras prontas em relação às cores que combinam e não combinam, por isso ensinamos as alunas a usarem o círculo cromático e fazer suas próprias combinações deixando seus armários muito mais dinâmicos do que antes. A Fernanda Santos comentou sobre o “mito que preto que não combina com amarelo. Usar o círculo também me libertou de misturar cores eu achava que o máximo possível era colocar uma roupa estampada com outra lisa que tivesse algum tom da peça escolhida. Quanto as saias midi eu fui reprovada achava que ia ficar bom em mim mas a Fe sugeriu cortar todas eu tenho 152cm”

O mais importante é que você se sinta livre de qualquer regra para fazer aquilo que você bem entende,  com segurança se sentindo realmente bonita e feliz com a sua imagem. Se você acha que isso é muito difícil, eu te garanto que não é!!! Quando você entende os truques de styling, como usar cores, e misturar informações você se sente segura e aquela dúvida de “será que isso está bom?” ou “será que está combinando?” somem e vem a certeza de que você está bem vestida e pronta para arrasar.

Ná prática: Aluna do Clube das Mulheres Bem Vestidas com embasamento em técnicas de styling inovando em como usar um simples colar.

 

Veja o que as alunas tem falado do curso:

 

Viu como é bem mais simples do que parece?

Quer aprender? Vem para o curso Clube das Mulheres Bem Vestidas!

Clique aqui para saber mais!

mulheres Bem vestidas

Comentários no Facebook